Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 80, Jd. das Américas
Poxoréu-MT, CEP 78.800-000
Fone: 66 3436-1155 / 3436-2381 / 98115-3837 / 99903-9977
E-mail: 1oficio@cartoriorgipoxoreu.com.br
Atendimento: Segunda a Sexta-feira, das 09 às 17h.

Histórico


Desde 1940 esta Serventia vem garantindo direitos e segurança jurídica. Vários Oficiais de Registro já assumiram a função de cuidar e zelar  do acervo registral e pela boa qualidade dos serviços, quais sejam: Fructuoso Rodrigues Brandão, Jaime Mendonça,  Osvaldo Fernandes, Elza Fernandes Barbosa e Aquilino Souza Silva, além de outros que atuaram como substitutos, na vacância do cargo.

Atualmente tem como titular, Maria Aparecida Bianchin Pacheco, que tomou posse no cargo em 01/07/2003, após aprovação em concurso público realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, consoante Ato nº 103/2003, do Conselho da Magistratura, datado de 26/05/03.

Os livros e demais documentos que compõem o acervo desta Serventia representam a história de uma época e de uma sociedade, sendo instrumentos imprescindíveis para pesquisas fundiárias, não só do Município de Poxoréu, mas também daqueles que dele originaram-se, tais como Rondonópolis, Dom Aquino e Primavera do Leste.

Dentre os livros e documentos que compõem seu acervo encontram-se relíquias da história, a exemplo dos registros dos títulos das áreas adquiridas por Marechal Rondon,  das áreas destinadas à constituição do Patrimônio de Poxoréu e dos municípios circunvizinhos, e de tantos outros documentos registrados que relatam  fatos jurídicos, políticos, econômicos, sociais e culturais, evidenciando as diferentes configurações que a sociedade do leste de Mato Grosso assumiu ao longo desses anos.

Nos livros de Registros de Imóveis encontram-se  transcrições, inscrições e matrículas de imóveis e de direitos reais sobre eles constituídos ou relacionados, sendo o repositório de todas as informações da propriedade imóvel, com caráter de autenticidade e eficácia. Já nos livros de Registros de Títulos e Documentos, encontram-se desde manifestações de lideranças políticas, educacionais, culturais e religiosas, de contratos costumeiros na região, como os de prestação de serviços para abertura de regos ou valetas, exploração de garimpagem, arrendamento e parceira sobre os mais variados bens, comoventes apelos e  disposições de última vontade, ardentes declarações e juras de amor, furiosos desagravos,  mansas retratações, até notificações extrajudiciais que cumprem relevante papel nos negócios  jurídicos atuais.

Ainda, é possível vislumbrar em tais livros, letras belíssimas e de inigualável valor estético, demonstrando que os serventuários que neles efetivaram registros, ao desempenhar o seu mister,  o faziam com zelo.

Assim como preservou-se registros feitos há tanto tempo, os que são realizados hoje devem se perpetuar,  motivo pelo qual a atual registradora, apostou na tecnologia, informatizando todos os serviços e  dando início ao processo de digitalização de todo o acervo da Serventia. Com tais medidas,  houve redução do manuseio de livros e, por conseguinte, do risco de dano ou extravio dos originais, além de proporcionar mais celeridade no atendimento aos usuários.

Quando se têm nas mãos documentos que remontam a quase um século e se tem como ofício, conferir autenticidade, segurança jurídica e eficácia aos direitos de milhares de pessoas, se têm a consciência de que se está a proteger um patrimônio coletivo, pelo que, constantemente, nesta Serventia, têm-se envidado esforços para melhorar a qualidade no atendimento e nos serviços prestados, com esmero e seriedade.

Maria Aparecida Bianchin Pacheco
Oficiala Registradora


PARCEIROS