Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 80, Jd. das Américas
Poxoréu-MT, CEP 78.800-000
Fone: 66 3436-1155 / 3436-2381 / 99903-9977
E-mail: 1oficio@cartoriorgipoxoreu.com.br
Atendimento: Segunda a Sexta-feira, das 09 às 17h.

A diretoria da Associação dos Notários e Registradores do Estado de Mato Grosso (Anoreg-MT) homenageou nesta sexta-feira (6 de março) o registrador civil e tabelião interino no município de Juruena, José Diomedes Pacheco, que foi marido da registradora de imóveis em Poxoréu, Maria Aparecida Bianchin Pacheco. Ele faleceu em 2018.

Em sua memória, a Anoreg-MT inaugurou em suas dependências o “Cantinho do Zeca”, um espaço que será utilizado para apresentações culturais, artísticas e confraternizações da Família Notarial e Registral.

O presidente da Anoreg-MT, José de Arimatéia Barbosa, registrou que o Zeca, como era conhecido, “vive entre nós. Não poderia haver homenagem maior que a inauguração do ‘Cantinho do Zeca’. Era uma pessoa alegre e companheira. A vida continua”.

Maria Aparecida Pacheco agradeceu pela homenagem. “Zeca foi muito parceiro e homenagens como essa trazem muitas lembranças positivas, as quais secam as lágrimas”, resumiu.

Homenagem

José Diomedes Pacheco nasceu em Itiquira-MT, no dia 17/03/1957. Contudo, em seu registro de nascimento consta que nasceu no dia 30/03/1957.

Filho de Alírio Rodrigues de Oliveira e Iridê Pacheco de Oliveira, ambos servidores públicos do Estado, o pai atuando como vigia e a mãe como merendeira.

Família humilde e de poucas posses, mudaram-se de Itiquira para Rondonópolis-MT para que os filhos continuassem estudando (ginasial, naquela época).

Viveu com seus pais até o primeiro casamento e começou a trabalhar ainda criança para ajudar na renda, tendo sido engraxate, ajudante de alfaiate e de açougueiro. Trabalhou em fazendas como vaqueiro, tratorista e em outras atividades desse gênero até que tivesse idade para ingressar em trabalho formal.

Seu primeiro emprego foi nas Lojas Pernambucanas, como vendedor. Após, trabalhou em várias lojas varejistas e atacadistas também como vendedor ou gerente. Posteriormente, após ter concluído o curso de topografia, atuou por vários anos na empresa Andrade e Gutierrez, na topografia para a pavimentação de várias rodovias do Estado.

Casou-se no ano de 1978, com 21 anos de idade, com Maria Inês Romanin Custódio, com quem teve três filhas: Michelle, Aretha e Pamela, separando-se no ano de 1986.

Em 1988, casou-se com Maria Aparecida Bianchin, em Juína, com quem esteve casado até que a morte os separou, tendo com ela dois filhos: Deborah Maria e José Victor.

Entre os dois casamentos, teve três filhos: Rayane (já falecida), Katiussy e Cristian.

Após o casamento com Maria Aparecida Bianchin, voltou a estudar e graduou-se em administração de empresas. Viveu sua juventude e o período do primeiro casamento em Rondonópolis e Cuiabá. Após o divórcio, para começar nova vida, mudou-se para Juína, em 1986, município novo e então recentemente instalado, onde participou de concurso público e ingressou no cargo de fiscal de tributos.

Posteriormente, em 1991, com a instalação da Comarca de Juína e o respectivo fórum, foi cedido pelo município para atuar como oficial judiciário/ocifial de justiça “ad hoc”.

Em 1994, em virtude de a esposa Maria Aparecida Bianchin Pacheco ter sido aprovada em concurso público e assumido o Cartório de Registro Civil e Notas do município de Juruena, mudou-se para esta cidade, passando, passando a trabalhar no cartório como substituto. Em 2003, quando a esposa renunciou ao mencionado cartório por ter assumido o Cartório do 1º Ofício de Poxoréu-MT, em novo concurso, passou a exercer o cargo de registrador civil e tabelião interino do Município de Juruena, cargo este que ocupou até sua morte. Faleceu em 25/12/2018, com 61 anos de idade.

Assessoria de Imprensa Anoreg-MT
imprensa@anoregmt.org.br
www.facebook.com/anoreg/mt
(65) 3644-8373


PRÊMIOS


FACEBOOK


PARCEIROS